HomeDestinosAmsterdã: 7 dicas do que incluir no roteiro

Amsterdã: 7 dicas do que incluir no roteiro

Amsterdã: 7 dicas do que incluir no roteiro

De museus a moinhos, essas sugestões merecem entrar no seu roteiro pela capital holandesa

Praça Dam
O coração histórico de Amsterdã guarda o Monumento Nacional, um obelisco que serve de memorial da Segunda Guerra. Em seus arredores, ficam a filial holandesa do Museu de Cera Madame Tussauds e a loja de departamentos do século 19 Bijenkorf, a maior da cidade, com seis andares.

Palácio Real
A principal construção da Praça Dam foi erguida no século 17 como prefeitura. Hoje é um dos três palácios da Holanda a sediar eventos oficiais da família real. Alguns aposentos abrem para visitação pública
(paleisamsterdam.nl, € 10).

Museus sobre Amsterdã
O Grachtenhuis (hetgrachtenhuis.nl, € 10) é um museu interativo e multimídia que se propõe a contar a história dos 400 anos dos canais de Amsterdã em 40 minutos, ocupando uma autêntica casa burguesa do século 17. Maior em acervo e também com apelo interativo, o Amsterdam Museum (amsterdammuseum.nl, € 12,50) reúne telas, estátuas, artefatos navais e cartografia.

Fábrica de Queijo
Para conhecer a produção do famoso gouda, visite a Henri Willig (henriwillig.com), que tem quatro propriedades nos arredores de Amsterdã. O tour é gratuito e sem agendamento – e inclui também a fabricação dos tamancos clogs, feitos de madeira desde, pelo menos, o século 13 e usados até hoje no campo. No final do tour, esbalde-se na deliciosa loja de queijos, chocolates, mostardas, vinhos e stroopwafels.

Begijnhof
Ao redor de um pátio, essas residências do século 14 abrigavam mulheres de uma irmandade católica. A de número 34 é a casa mais antiga da cidade – e única a conservar a fachada de madeira original.

Zaanse Schans / foto: shutterstock

Zaanse Schans
A dez quilômetros de Amsterdã, este museu a céu aberto reproduz uma antiga vila, com moinhos de vento, vacas pastando, fábricas de queijos e de tamancos, casas de fachada reta e janelões, passeio de barco e aluguel de bike. Para chegar, há trens e ônibus desde a Centraal Station.

Igrejas
Em um país onde é grande a quantidade de agnósticos e ateus, muitas igrejas ganharam outros usos. A Nieuwe Kerk, por exemplo, foi erguida no século 14, mas deixou de celebrar missas para sediar eventos da família real e exposições variadas. Por outro lado, ainda há templos marcantes, como a Oude Kerk, prédio mais antigo da cidade, com 800 anos.

Compartilhar: