HomeDicas4 boas vinícolas para incluir no roteiro

4 boas vinícolas para incluir no roteiro

4 boas vinícolas para incluir no roteiro

Um brinde à sua viagem: você nem precisa ser um fanático por vinhos para curtir os diversos passeios que estas vinícolas oferecem.

Por Paulo Mancha D'Amaro

Elderton Wines
Barossa Valley, Austrália
No Vale de Barossa, a 85 quilômetros de Adelaide, a Elderton é uma vinícola familiar fundada em 1894 por imigrantes alemães. A revista especializada Wine & Spirits a incluiu no rol das 100 Melhores do Mundo, graças a seu vinho da uva Shiraz. A visita inclui degustações e passeios pelas colinas repletas de uvas. Quem quiser pode se hospedar no Elderton Lodge – uma pousadinha charmosa no meio dos parreirais.
Degustação: a partir de 100 dólares australianos.
eldertonwines.com.au

Família Zuccardi
Mendoza, Argentina
Uma das maiores vinícolas de Mendoza tem um complexo de recepção a visitantes que engloba não apenas os vinhedos e a linha de produção como também restaurante, centro de degustação e loja. Dá para fazer desde passeios de quadriciclo até sobrevoos de balão sobre as plantações. Imperdível é o vinho Zuccardi Zeta.
Degustação: a partir de 35 pesos argentinos.
familiazuccardi.com

Viu Manent
Valle de Colchagua, Chile
A Viu Manent tem vinhedos cultivados desde 1860. Suas construções datam de 1900 e a cave, com 4.600 garrafas, virou uma das grandes atrações do Valle de Colchagua. Não bastassem os passeios em charretes com guias bilíngues, a vinícola oferece degustações, inclusive de seu tinto da uva Carmenere.
Tour de charrete e degustação de cinco rótulos: 16 mil pesos chilenos
viumanent.cl

Viu Manent | foto: divlugação

Maison Michel Picard
Borgonha, França
Esta vinícola, localizada no Château de Chassagne-Montrachet, tornou-se uma das mais visitadas da Europa. Seus + Adicionar nova categoria tintos à base de Pinot Noir são premiados internacionalmente, mas ela arrebanha turistas também graças a seu hotel-butique em meio aos vinhedos e seu belo museu. No seu interior há uma adega do século 14, onde as degustações são
realizadas. No restaurante, os pratos harmonizam com rótulos da casa. Não deixe de comprar o Bourgogne Pinot Noir.
Degustação: a partir de € 40.
michelpicard.com

Compartilhar: