HomeDestinosAmérica do NorteAruba: Caribe romântico

Aruba: Caribe romântico

Aruba: Caribe romântico

Ela é pequena, mas diversa que só: as paisagens vão do deserto às praias de sonho, o idioma local mistura português com holandês e as atrações divertem até debaixo d’água.

Por Cristiane Sinatura

Gastronomia romântica

Aruba investe muito na pegada romântica, firmando-se como destino de lua de mel ou mesmo de casamentos – os hotéis contam até com profissionais especializados em organizar festas. O cenário natural ainda favorece jantares românticos à beira-mar, especialmente ao pôr do sol. É o caso do Passions on the Beach, restaurante do hotel Amsterdam Manor, que, à luz de tochas, serve principalmente peixes e frutos do mar frescos em mesas espalhadas pela areia. A gastronomia requintada dá o tom aos pratos do Sunset Grille, do Hilton, onde brilham as preparações na grelha. Até chef tarimbado, que já cozinhou para o papa João Paulo II, abriu casa em Aruba: Vittorio Muscariello é o responsável pela Hostaria Da’Vittorio, onde trabalha com ingredientes vindos diretamente da Itália em um forno a lenha feito com pedras do vulcão Vesúvio, perto de Nápoles. A fachada tipicamente arubiana esconde um pequeno pedaço da Bota, com receitas elaboradas à semelhança das originais.

 

Hilton Aruba Caribbean Resort & Casino

Hilton Aruba Caribbean Resort & Casino (foto: divulgação)

 

Assim, não é difícil notar que comer e beber tem se tornado uma experiência cada vez mais valorizada em Aruba, dada a quantidade de turistas americanos e europeus que chegam em busca de qualidade. Foi pensando nisso que Monrick Croes abriu, em 2012, o The Wineroom, um espaço pequeno e intimista dedicado a degustação e harmonização de vinhos. O menu de tapas é enxuto, mas certeiro: tem escargot com molho de manteiga e alho, linguiça italiana, rib-eye com molho de blue cheese, tábua de queijos, azeitonas marinadas e homus. Atencioso, ele mesmo ensina a experimentar diferentes rótulos do mundo inteiro, combinados com pratos que também
são de sua autoria. De sobremesa, o vinho do Porto com trufas de chocolate ganha o sugestivo nome de winegasm.

Old Cunucu

Old Cunucu (foto: divulgação)

E a despeito da profusão de restaurantes de comida italiana, belga, mexicana e asiática, é claro que Aruba também tem seus pratos típicos, resultantes da intensa fusão de culturas. A grande especialidade local é o keshi yena – carne de frango ou vaca temperada e envolta por uma farta camada de queijo holandês. Já o peixe crioulo (pisca hasa crioyo) é preparado com molho de tomate, cebola, pimentão e alho, podendo ser servido com o pão típico pan bati ou a polenta funchi. Ensopados (stoba) de carne, cabrito e mariscos também são bastante tradicionais. De entrada ou mesmo no café da manhã, é comum pedir pastechio (frito e recheado como o nosso pastel), kroket ou frekkedel (bolinho de peixe). Algumas dessas receitas podem ser provadas no The Old Cunucu House, com 25 anos de tradição, ou então no Palm Beach Refreshments. Para refrescar o calor que gira em torno de 30 ºC o ano todo, o drinque típico é o Aruba Ariba, à base de coecoei (licor local de agave e rum), vodca, rum, creme de banana e sucos de laranja, abacaxi e cranberry, finalizado com Grand Marnier. Há sempre um bom motivo para brindar nesta ilha feliz.

Aruba além das praias

Aruba tem metade do tamanho de Florianópolis, com apenas seis distritos – a capital, Oranjestad, abriga 30 mil dos 110 mil habitantes. Vai bem dedicar um tempinho a rodar pelo seu charmoso centro, onde a herança holandesa se materializa nas construções coloridas. É também passeio certo para quem vem de cruzeiro, já que há bondes gratuitos entre o porto e o centro. A avenida principal, Lloyd G. Smith Boulevard, é cheia de vitrines grifadas, além de ótimas lojas para pechinchar perfumes, joias, roupas, eletrônicos, bebidas, queijos holandeses e charutos cubanos, com impostos bem baixos. Há, ainda, shopping centers, como o luxuoso Renaissance Mall, o Renaissance Market Place e o Royal Plaza.

É, sim, tentadora a ideia de ficar só no seu hotel, mas vale a pena conhecer o interior desértico da ilha. Pode-se alugar um carro ou então recorrer às agências de turismo, que oferecem passeios em ônibus, jipe, quadriciclo, bike ou cavalos. O roteiro, invariavelmente, inclui a pitoresca Capela Alto Vista, que está lá desde 1750, construída pelos espanhóis; as ruínas das minas de Bushiribana, um forte da época da exploração do ouro (século 19); e o Farol Califórnia, cartão-postal de 1914 (atualmente passando por obras de renovação). Os tours são um bom jeito de conhecer as famosas pontes naturais da costa norte de Aruba: ao longo do tempo, a força da água e do vento onipresente vai esculpindo as rochas em formato de arcos. A maior das pontes, símbolo de Aruba, desabou em 2005, mas há outra menor, Baby Bridge, cenário disputado para fotos entre os turistas.

Farol Califórnia

Farol Califórnia (foto: divulgação)

Outro lugar curioso para visitar são as formações rochosas de Ayo e Casibari, importantes para a cultura dos índios nativos arawak. Enormes blocos de pedra parecem se equilibrar uns sobre os outros, formando fendas e grutas, em cujas paredes é possível ver pinturas rupestres de mais de mil anos. Do alto das rochas, avista-se praticamente toda a ilha em dias de céu aberto. Panorama melhor ainda tem a montanha Hooiberg, com 165 metros de altura (o segundo pico mais alto de Aruba, visível de praticamente qualquer lugar). Uma escadaria de 587 degraus leva ao topo, de onde até a costa da Venezuela pode ser avistada. Também o Parque Nacional Arikok é bastante procurado para trekkings e safáris. Trata-se de uma reserva que cobre cerca de 20% do território, com 33 quilômetros de trilhas. Aqui, os pontos altos são a piscina natural de Conchi e a caverna de Quadirikiri.

Foi no lado “selvagem” de Aruba que Jonathan, meu anfitrião, revelou-me a reclusa e cada vez menos secreta piscina natural de Boca Mahos, perto das ruínas de Bushibirana. Paredões rochosos represam o mar bravo, formando uma pequena e plácida lagoa, onde nadar com pequenos peixes a mordiscar os pés se provou um dos destaques da minha estadia em Aruba. E foi por ali, em uma cabana de madeira à beira-mar, que conheci Frank Kelly, um arubiano que largou a psicologia e a carreira em um banco para se tornar “agricultor e coletor”. Contrariando a ideia de que em terras desérticas nada cresce, Kelly se aventura diariamente nas águas revoltas da costa norte, usando apenas um snorkel e um facão, em busca de algas, ouriços e outros comestíveis marinhos. Sua mercadoria é composta, ainda, por flores nativas, cogumelos e cactos, com os quais ele faz fala fels e sorvetes. Depois, vende tudo para os restaurantes locais, que tratam de preparar iguarias “farm to table”. Se ele não tem medo desse estilo de vida um tanto quanto arriscado? “O que é segurança? Aqui vivo minha vida ao máximo. Posso ser pobre, mas estou vivo”, sorri. Afinal, em Aruba, depois de um dia difícil, é só olhar o mar que tudo passa…

 

Leia mais:

Aruba: turismo e natureza

 


Onde se hospedar em Aruba?

Hilton Aruba Caribbean Resort & Casino
Antigo Radisson, um dos hotéis mais tradicionais de Aruba foi adquirido pela rede Hilton. De frente para o mar em Palm Beach, é ideal para famílias, com serviços especiais como babá, day care e menus infantis. Entre as opções gastronômicas, o destaque é o Sunset Grille, com ênfase em frutos do mar e cortes de Black Angus preparados na grelha. Para refeições rápidas e descontraídas durante o dia, o Gilligan’s, de frente para a praia, é a pedida.

Amsterdam Manor 
De frente para Eagle Beach, este hotel-butique tem 72 acomodações com um ou dois quartos, todas com cozinha. Oferece aluguel de snorkel e bike, e happy hours com drinques lindos.

Holiday Inn
Em Palm Beach, tem quartos renovados com tarifas mais em conta. Oferece pacotes que incluem refeições.

Encontre mais opções de hospedagem na Aruba!


Vai para Aruba? Já possui Seguro Viagem?
O buscador do VitalCard cota os melhores preços e planos para você, oferecendo parcelamento e atendimento rápido ao cliente.


Alugue um carro em Aruba
Encontre as melhores ofertas das locadoras de uma só vez! Acesse o RentCars e encontre a opção que atenda à sua necessidade. Com atendimento em português, eles parcelam em até 12x no cartão e ou com desconto no boleto.

Procurando hospedagem?
O Booking.com têm opções para todos os públicos, com informações de preços, disponibilidade de hospedagem e relatos de outros viajantes.


Vai viajar? Já possui Seguro Viagem?
O buscador do VitalCard cota os melhores preços e planos para você, oferecendo parcelamento e atendimento rápido ao cliente.


Alugue um carro em sua viagem!
Encontre as melhores ofertas das locadoras de uma só vez! Acesse o RentCars e encontre a opção que atenda à sua necessidade. Com atendimento em português, eles parcelam em até 12x no cartão e ou com desconto no boleto.

Compartilhar: